You are using an outdated browser. For a faster, safer browsing experience, upgrade for free today.

Estabelecendo Conexão...

O mercado de produtos pet cresce a cada ano e o segundo produto mais escolhido pelos donos ao presentear seu amigo de quatro patas são as roupas, criando assim uma nova ramificação da moda, a moda pet. Muitos são os empresários que veem nisso uma oportunidade de negócio, este é o caso da jacutinguense Tereza Cristina Palmieri, que há 20 anos trabalha com a confecção de roupas personalizadas e diferenciadas para cães, gatos e Pet Lovers.




Entrevista com Tereza Cristina Palmieri

Tereza Cristina Palmieri é a fundadora da empresa A Tricopet, malharia especializada na confecção de produtos têxteis para animais de estimação.


Foto: Nívea Dias.

  • Tricopet

- Quando começou no ramo?

"A Tricopet iniciou suas atividades em 1998 produzindo roupas em tricot artesanal para cachorros,gatos e petlovers."

- Qual fator determinante para escolher o seguimento pet?

"O principal fator predominante foi o amor incondicional por animais, eles sempre estiveram presentes em minha vida desde a infância, também sentia necessidade de auto realização pessoal que a carreira do magistério não trouxe.Quando você ama o que faz, não tem dia, não tem hora...e isso faz o tempo passar sem se perceber que está trabalhando.Por último comecei observar que no segmento retilíneo pouca coisa mudava, uma empresa criava uma blusa hoje e no outro dia todos já estavam fazendo a mesma peça, competindo, brigando, concorrendo entre si,um quebrando o outro pelas pernas, visando tão somente lucratividade.Acredito que o trabalho diferenciado e auto realização não tem preço!"


Foto: Nívea Dias.



- O que mudou sua trajetória de malharias?

"A crise financeira,o descontentamento com a carreira do magistério, separação, filho para criar,7 cachorros e 6 gatos adotados para cuidar e a vontade de fazer somente o que me desse real prazer.A medida que fui mudando e investindo no mercado pet, conforme ganhei credibilidade e espaço no mercado,senti a necessidade de estudar mais sobre moda pet.Fiz muitos cursos,entre eles: modelista pet,petdesigner, aprimorei o curso de corte e costura, cursos diversos sobre empreendedorismo e até curso específico de fotografia pet. Também houve necessidade de agregar a confecção outros tipos de matéria prima como o microsoft, plush, tricoline, rendas,malhas,moletinho e moletom.Foi necessário criar acessórios que combinassem com o estilo dos donos,seus hábitos e suas atitudes."

- Qual o perfil do consumidor?

"Não há predominância de fatores como gênero ou classe social na composição do perfil do consumidor Tricopet.Geralmente são pessoas que criam seus animais como integrantes da família e fazem questão de trata-los com um ente querido, alguém que merece zelo tanto quanto um filho ou outro morador da casa. É um público exigente pois está em busca de serviços e produtos que possa aumentar a longevidade e a qualidade de vida de seus animais de estimação, portanto quanto mais aquecidos mais protegidos das doenças típicas do inverno."


Foto: Nívea Dias.



- O que recomenda para quem quer vender seus produtos?

"Em primeiro lugar gostar de animais, entender de diferentes raças, tamanhos, características etc.Por exemplo : Animais de pelagem longa necessitam de roupas leves diferentes dos animais de pelo raso."

- Qual a importância de participar em feiras?

"A participação em feiras,nos ajuda divulgar os produtos, fortalecer a identidade visual da marca. Exposições em feiras,nem sempre geram retorno imediato,mas aumenta a relação com o consumidor ou cliente.A maior parte de visitantes de feiras tem um cachorro ou um gato, se não compram na feira, já sabem onde achar quando precisar.Estamos vivenciando uma era onde o mercado é muito competitivo, onde quem não se relacionar com o cliente fica para trás. Não basta ter uma conta no Facebook ou Instagram e achar que está em contato com seu cliente/consumidor.Em uma feira além de se relacionar, você pode captar novos clientes de diferentes cidades. É uma forma de investimento com retorno a longo prazo.As feiras também me colocaram em contato com públicos de raças exóticas como os gatos:Sfhynx,Elfos,Peterbald,Likoy e os cachorros também muito diferenciados como:O Crista Chinês, Cão sem pelo argentino, o Terrier americano sem pelo,Total Russian,whippet do grupo dos Galgos.Todos com necessidades diferentes e tamanhos feitos sob medida, dificultando um pouco a modelagem."


Foto: Nívea Dias.



- Qual o melhor período de vendas?

"O melhor período de vendas é a temporada de inverno, durante os meses de maio, junho e julho, onde me dedico somente as vendas, pois no verão a grande maioria dos pets não usam roupas e as vendas caem drasticamente,reservo esse período para remodelar peças, criar novos modelos, aperfeiçoamento profissional em novos cursos, etc."

- Quais as novidades de lançamento para esse ano e em quais períodos o setor está mais aquecido?

"Como em todos os anos, nossa coleção vem recheada de novidades, com peças confeccionadas em tricot, plush,malha e moletom.Algumas são exclusivas com toque artesanal em crochet no fio Angorá,outras bordadas em feltro,em patchaplique, pedrarias,etc. Prezamos pelo preço justo e qualidade das roupas. Tudo para satisfazer o cliente e seu melhor amigo."



Foto: Nívea Dias.






  • Compartilhe

Postagens Relacionadas